Velocistas e técnico do Atletismo do Sesi-SP são convocados para representar o Brasil no Mundial de Revezamento

Felipe Bardi, Erik Felipe e o técnico, Darci Ferreira vão integrar a Delegação do Brasil durante o Mundial que acontece nos dias 1º e 2 de maio na Polônia

 Por: Elaine Casimiro, Sesi Santo André
20/04/202115:11- atualizado às 11:54 em 22/04/2021

Um dos objetivos da equipe de atletismo do Sesi-SP traçado para este ano olímpico foi conquistado com sucesso. Os velocistas Felipe Bardi, Erik Felipe Cardoso e o técnico do time de alto rendimento, Darci Ferreira foram convocados para integrar a Delegação Brasileira no Mundial de Revezamento que acontece nos dias 1º e 2 de maio em Silésia, na Polônia. Os atletas vão compor a equipe brasileira na prova dos 4x100 m masculino, conforme planejamento da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

O técnico Darci afirma que a convocação é fruto do trabalho realizado e consolidado no programa esportivo do Sesi-SP da base até o alto rendimento, justamente a trajetória percorrida pelos dois velocistas que começaram na modalidade quando eram crianças. Os dois atletas foram alunos da escola Sesi.

“Essa é uma coroação, momento de felicidade para todos, da treinadora Rosana Soares e meu, porque estamos trazendo resultados de excelência na modalidade de atletismo. Hoje o Erik e Felipe estão entre os melhores do mundo. Nosso agradecimento especial ao presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf porque sem apoio, a condição que ele nos oferece há anos, nada disso seria possível. Isso reforça a importância do esporte na educação”, declarou Darci que recebeu com muita alegria a primeira convocação como técnico da seleção na categoria adulta.  

Treinadora, Rosana Soares e o técnico, Darci Ferreira 

Darci e Felipe Bardi já estão há um mês nos Estados Unidos participando do Camping Internacional de Treinamento que faz parte do Programa de Preparação Olímpica promovido pela CBAt e o Comitê Olímpico do Brasil (COB).

“Além da etapa de treinamento, todo fim de semana os atletas participam de competições. Neste último, 17 e 18 de abril, as provas foram disputadas na Universidade de Azusa, na Califórnia. A equipe masculina de revezamento 4x100 correu muito bem e marcou 38.66. Esse resultado para o Mundial, o time Brasil na qual o Felipe e Erik fazem parte, mostra que a equipe já começou o ano muito bem. A próxima competição será em Chula Vista, no condado de San Diego na Califórnia”, disse Darci.

O técnico explica que a preparação dos dois atletas continua na fase classificada por eles como polimento. Ambos seguem a metodologia de treino traçada por Darci e pela treinadora Rosana com objetivo de alcançar nesse primeiro ciclo da temporada a mais alta performance até o mundial.

A treinadora Rosana está acompanhando a preparação do velocista Erik na unidade de Santo André, assim como nas competições. Na próxima semana, o velocista vai se juntar à delegação na Polônia. “A preparação está a todo vapor. Estou treinando muito bem e focado, seguindo nas competições em busca dos melhores tempos com objetivo de conseguir uma vaga nos Jogos Olímpicos”, declarou Erik que iniciou na categoria adulta em 2020.

O velocista Erik Felipe no Centro de Treinamento do Sesi Santo André 

A primeira competição da temporada olímpica para o Erik, já garantiu o lugar mais alto do pódio. Em março ele conquistou duas medalhas de ouro durante o Grande Prêmio Estrella Puente em Montevidéu, no Uruguai. A competição faz parte do Circuito de Atletismo Sul-Americano.

“Já estive em alguns mundiais na categoria sub-18 que foi realizado no Quênia e no mundial universitário. Essa é a minha primeira convocação para o mundial na categoria adulta e estou muito feliz com essa oportunidade. Quero fazer uma boa prova e junto com a equipe batalhar pela medalha de ouro, a exemplo do grupo que disputou o mundial em 2019 e assim conquistar mais um título para o Brasil”, declarou o velocista de 20 anos, natural de Piracicaba.  

O velocista Felipe Bardi no Centro de Treinamento do Sesi Santo André 

Convocado pela segunda vez para representar o Brasil no Mundial de Revezamento – sua estreia foi em 2017 – Felipe Bardi, conta que está na melhor fase da carreira. “Estou no meu melhor momento da vida, treinando muito bem. No último fim de semana eu fiz a melhor marca, o PB (Personal Best), com o tempo 10.10, o que prova o melhor momento da minha carreira e quero colocar tudo isso na pista nas provas individuais e no revezamento 4x100”, declarou Felipe, líder no ranking sul-americano de 2020.

O objetivo dos atletas e do técnico Darci é repetir a conquista da equipe brasileira que venceu o Mundial de Revezamento em 2019, no Japão. “A expectativa é de pódio pois queremos defender a medalha de ouro para que a nossa equipe brasileira de revezamento 4x100m conquiste o bicampeonato. Já estamos há um mês nos EUA treinando a prova de revezamento e as passagens com muito foco e super bem. Queremos chegar no mundial sem nenhum erro”, declarou o velocista de 22 anos que nasceu em Americana.

Os convocados para a prova dos 4x100 m masculino:

Paulo André Camilo de Oliveira (Pinheiros)
Felipe Bardi dos Santos (SESI-SP)
Derick de Souza (Pinheiros)
Rodrigo Nascimento (CT Maranhão)
Erik Felipe Cardoso (SESI-SP)

Leia também